Header AD

O Passivo da ICOMI

MP-AP volta a discutir ACP em desfavor da empresa Icomi S/A

O Ministério Público do Amapá, por intermédio do Promotor de Justiça, Marcelo Moreira, titular da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, Conflitos Agrários, Habitação e Urbanismo de Macapá (Prodemac), propôs reunião para discutir a Ação Civil Pública que trata do passivo ambiental da empresa Indústria e Comércio de Minérios S/A (Icomi).

Segundo o Promotor, “uma das empresas rés apresentou uma proposta e a nossa ideia era discuti-la, já que todos respondem solidariamente à Ação. A proposta apresentada foi discutida e, ao final da reunião, chegamos a alguns indicativos”.

O promotor Moisés Rivaldo, titular da Promotoria de Justiça de Investigações Civis, Criminais e de Defesa da Ordem Tributária de Macapá, apresentou proposta para a criação de um novo Fundo, a exemplo de alguns anteriores propostos pelo Ministério Público, em que os recursos destinados à indenização sejam colocados em um Fundo local formado pelos municípios atingidos (Serra do Navio, Pedra Branca e Santana), com a participação equitativa dos órgãos públicos, a empresa e o MP-AP, além de outras entidades que cuidam do desenvolvimento da região. 

A Deputada Federal Fátima Pelaes propôs que se garantam emendas parlamentares para o asfaltamento da BR que dá acesso à região de Serra do Navio, sendo que as empresas devem apresentar um projeto básico da obra, e ainda foi sugerida a criação de um museu para resgate da história e da memória da Icomi.

A empresa propôs, para fins de indenização, um valor de 20 milhões, além de mais 40 milhões para recuperação da área ambiental de Serra do Navio, e a reforma de alguns prédios da cidade.

“Essas primeiras propostas vão ser sistematizadas e a empresa vai verificar a possibilidade de financiar também o projeto da estrada. Tudo isso vai ser encaminhado às outras empresas e demais réus da Ação, para que eles se manifestem e tomem conhecimento e, depois da manifestação por escrito, será elaborada uma minuta. Essa minuta vai ser submetida à consulta pública no site do MP-AP, nas Promotorias de Santana, Macapá, Serra do Navio e Pedra Branca, para que as pessoas também nos encaminhem propostas visando ao equilíbrio entre o desenvolvimento e a sustentabilidade ambiental dentro desse processo específico”, frisou Marcelo Moreira. 

Além dos promotores Marcelo Moreira e Moisés Rivaldo, participaram da reunião: empresários da Icomi, representando a Tocantins S.A, investidores, advogados, parlamentares do âmbito estadual e federal, representantes do Instituto do Meio Ambiente e Ordenamento Territorial do Estado do Amapá (Imap) e da Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Mineração (Seicom).

ASCOM/MPE
_
O Passivo da ICOMI O Passivo da ICOMI Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, junho 03, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD