Header AD

Viés político afasta professores da greve

Postura inconsequente e eleitoreira do Sinsepeap afastou professores da greve


Segundo levantamento feito pela Secretaria de Estado da Educação (Seed) na manhã desta terça-feira, 7, das 136 escolas de Macapá e Santana, 92 estão trabalhando normalmente, 37 paralisaram parcialmente e apenas sete aderiram à greve anunciada pelo Sindicato dos Servidores Públicos em Educação do Amapá (Sinsepeap).

Redação do MZ Portal

Para a secretária de Estado da Educação, Elda Araújo, as escolas atenderam a orientação de continuarem com suas atividades normais. Elda também disse que, caso os professores optem pela paralisação, eles terão de repor as aulas posteriormente. "O que estamos percebendo é que o bom senso do professor prevaleceu e pouquíssimos atenderam ao chamado de greve", ponderou.

A Seed informou que o movimento não atrapalhou o andamento das aulas pela manhã, pois poucas escolas pararam totalmente. Em outras, apenas alguns docentes do quadro interromperam suas atividades.

A Secretaria está orientando os pais a enviarem seus filhos para as escolas. Os professores que não paralisaram estão antecipando as matérias das suas disciplinas nos horários deixados vagos. Assim, quando os grevistas retornarem, eles darão suas aulas no lugar daqueles que já cumpriram com seus conteúdos.
_
Viés político afasta professores da greve Viés político afasta professores da greve Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, maio 07, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD