Header AD

Justiça recebe mais uma denúncia contra Marília Góes

TRE instaura ação penal contra deputada Marília Góes por uso eleitoreiro do Renda para Viver Melhor


O Tribunal Regional Eleitoral, enfim, recebeu ontem,15, denúncia sobre corrupção e instaurou Ação Penal contra a mulher o ex governador, Waldez Góes, a deputada estadual Marília Góes (PDT). O caso é resultado de uma reunião que Marília fez na Sede dos Pescadores, nas eleições de 2008, onde pediu votos aos beneficiários do programa social Renda para Viver Melhor ao então candidato a prefeito de Macapá, Roberto Góes.

A ação, proposta pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) em desfavor de Marília, informa que, na referida reunião, compareceu a esposa do então governador Waldez Góes e secretária de Inclusão e Mobilização Social, MARÍLIA GÓES, que falou aos ouvintes que "deveriam votar em ROBERTO GÓES, número 12, pois, caso contrário, não receberiam mais o auxílio estadual".

A reunião, na época, ocorreu na sede da Associação dos Pescadores do bairro Perpétuo Socorro, onde, segundo o MPE, "era pública e notória a ligação entre MARÍLIA GÓES e o candidato ROBERTO GÓES, e que, na citada reunião, foi solicitado aos beneficiados que apresentassem o título de eleitor e assinassem uma lista".

Ao final, o MPE requereu a declaração de inelegibilidade por três anos dos investigados, a aplicação da sanção prevista no art. 299 do Código Eleitoral à MARÍLIA GÓES e a cassação do registro de candidatura de ROBERTO GÓES.

Naquela ocasião, a Polícia Federal realizou busca e apreensão na SIMS e reuniu uma série de documentos que confirmam a utilização dos programas sociais para beneficiar Roberto Góes (PDT).

No momento da prisão diante da Polícia Federal/set-2010

Um fato inusitado. Marília Góes no ato de sua prisão - atordoada e ao mesmo tempo dissimulando alegria - deu um show a parte naquela manhã de 10 de setembro de 2010 quando ainda a ficha não havia caído.
  Ela foi a única, entre os detidos na Operação Mãos Limpas, da Polícia Federal, a chegar com os vidros do carro abaixados. Clamorosa, conseguiu dar tchauzinho e jogar beijos aos "fãs".
 Um prato cheio para fotógrafos de plantão.
A investigação apontou desvio de verbas do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) e do Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério) para a Secretaria Estadual de Educação. Segundo a Polícia Federal, os desvios de recursos de 2003 a 2010 ultrapassam um bilhão de reais.
Divulgação: Foto que foi tirada durante a prisão de Marília Góes nas Mãos  Limpas

Costela política de Waldez Góes
Foto: Diário do Amapá
Com informações do blog Direto da Redação; blog Notícias do Amapá. Foto: Jornal Diário do Amapá.
_
Justiça recebe mais uma denúncia contra Marília Góes Justiça recebe mais uma denúncia contra Marília Góes Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quinta-feira, maio 16, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD