Header AD

Justiça recebe mais uma denúncia contra Marília Góes

TRE instaura ação penal contra deputada Marília Góes por uso eleitoreiro do Renda para Viver Melhor


O Tribunal Regional Eleitoral, enfim, recebeu ontem,15, denúncia sobre corrupção e instaurou Ação Penal contra a mulher o ex governador, Waldez Góes, a deputada estadual Marília Góes (PDT). O caso é resultado de uma reunião que Marília fez na Sede dos Pescadores, nas eleições de 2008, onde pediu votos aos beneficiários do programa social Renda para Viver Melhor ao então candidato a prefeito de Macapá, Roberto Góes.

A ação, proposta pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) em desfavor de Marília, informa que, na referida reunião, compareceu a esposa do então governador Waldez Góes e secretária de Inclusão e Mobilização Social, MARÍLIA GÓES, que falou aos ouvintes que "deveriam votar em ROBERTO GÓES, número 12, pois, caso contrário, não receberiam mais o auxílio estadual".

A reunião, na época, ocorreu na sede da Associação dos Pescadores do bairro Perpétuo Socorro, onde, segundo o MPE, "era pública e notória a ligação entre MARÍLIA GÓES e o candidato ROBERTO GÓES, e que, na citada reunião, foi solicitado aos beneficiados que apresentassem o título de eleitor e assinassem uma lista".

Ao final, o MPE requereu a declaração de inelegibilidade por três anos dos investigados, a aplicação da sanção prevista no art. 299 do Código Eleitoral à MARÍLIA GÓES e a cassação do registro de candidatura de ROBERTO GÓES.

Naquela ocasião, a Polícia Federal realizou busca e apreensão na SIMS e reuniu uma série de documentos que confirmam a utilização dos programas sociais para beneficiar Roberto Góes (PDT).

No momento da prisão diante da Polícia Federal/set-2010

Um fato inusitado. Marília Góes no ato de sua prisão - atordoada e ao mesmo tempo dissimulando alegria - deu um show a parte naquela manhã de 10 de setembro de 2010 quando ainda a ficha não havia caído.
  Ela foi a única, entre os detidos na Operação Mãos Limpas, da Polícia Federal, a chegar com os vidros do carro abaixados. Clamorosa, conseguiu dar tchauzinho e jogar beijos aos "fãs".
 Um prato cheio para fotógrafos de plantão.
A investigação apontou desvio de verbas do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) e do Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério) para a Secretaria Estadual de Educação. Segundo a Polícia Federal, os desvios de recursos de 2003 a 2010 ultrapassam um bilhão de reais.
Divulgação: Foto que foi tirada durante a prisão de Marília Góes nas Mãos  Limpas

Costela política de Waldez Góes
Foto: Diário do Amapá
Com informações do blog Direto da Redação; blog Notícias do Amapá. Foto: Jornal Diário do Amapá.
_
Justiça recebe mais uma denúncia contra Marília Góes Justiça recebe mais uma denúncia contra Marília Góes Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quinta-feira, maio 16, 2013 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD