Header AD

Professores do AP receberão acima do piso nacional;

Sinsepeap terá que encontrar outro motivo para greve


O Sindicato dos Servidores Públicos em Educação do Amapá (Sinsepeap) perdeu a sua principal bandeira de reivindicação e oposição ao Governo do Estado, o piso nacional da classe – reajustado para R$ 1.567,00 em janeiro deste ano.

Com a incorporação da regência de classe, antes paga a título de gratificação, ao salário da categoria, o professor amapaense não só ultrapassou o piso nacional – R$ 2.344,68 em nível médio – como passou a ser o segundo mais bem pago da rede pública brasileira para contratos de 40 horas semanais, perdendo apenas para o Distrito Federal, que remunera seus docentes em R$ 2.440,21.

A regência de classe foi incluída aos vencimentos base da categoria com o aval da Assembleia Legislativa do Amapá, que aprovou a medida do Governo do Estado na manhã desta sexta-feira, 26. Com a medida, o Amapá também passa a ocupar o 4º lugar em pagamento para professores de nível superior: R$ 2.940,22, conforme pesquisa publicada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

Com o salário do professor amapaense ultrapassando em quase 50% o piso nacional, o Sinsepeap perdeu a razão para paralisar os trabalhos da categoria. A reivindicação de alcançar a lei federal de proventos ao magistério foi o motivo que impulsionou a entidade a mobilizar a classe na greve que comprometeu por quatro meses o calendário escolar de 2012 no Amapá. Os braços cruzados da categoria levaram os alunos da rede estadual de ensino a entrarem em 2013 ainda estudando pelo ano anterior.

Benefícios da incorporação

O Amapá era o único Estado da Federação que pagava 100% de regências aos docentes que estão atuando em sala de aula.

Com a nova medida, professores da rede pública têm assegurado em seu salário base o valor da regência, que antes poderia ser retirado ao deixar de exercer atividades em sala de aula e ao se aposentar. A incorporação da regência também beneficia os professores que buscam qualificação, uma vez que, mesmo fora de sala de aula, não irão mais perder o benefício, e eles poderão assumir cargos de diretor, adjunto e secretário escolar sem ter perdas.

Outra vantagem da incorporação da regência é para professores do ensino especial, que ganham gratificação de 10% sobre o salário base. Agora, o valor dessa gratificação será dobrado. O mesmo ocorre com os docentes que ganham parcela compensatória de 15%.

Fonte: MZ Portal
_
Professores do AP receberão acima do piso nacional; Professores do AP receberão acima do piso nacional; Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on domingo, abril 28, 2013 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD