Header AD

IMPRESSÕES de Rup Silva

A DIREITA VIVE

Rupsilva

A vitória de Gemaque em Pedra Branca do Amapari,  em eleição anulada pelo TRE, animou a Harmonia, convencendo-a que a derrota de 2010 faz parte de um passado que precisa ser esquecido, que ainda está viva.

Enquanto a justiça não se pronúncia sobre a Operação Mãos Limpas, e ainda não existe condenação e prisão dos envolvidos, esses trabalham livremente suas candidaturas e apostam no retorno ao poder.

Ainda que contra si tenha dois mandatos sofriveis, cuja a desastrosa administração do orçamento público quase leva o Estado à bancarrota.

Constariam dos autos, como se noticiou à época, uma série de crimes contra a administração pública, o que teria motivado a Operação Mãos Limpas; o  governo Camilo, por sua vez, reclama o sumiço de mais de um bilhão e meio de reais.

Toda essa grana, dizem, é a carta escondida na manga da camisa da Harmonia, o necessário para garantir o retorno do grupo ao poder.Essa gente, como se sabe, não acredita em programa de governo, mas na compra de votos, uma de suas especialidade.

Além de satanizar os adversários e criar factóides,são exímios boateiros, contando para isso com um batalhão de falsos jornalistas instalados em canais de rádio e televisão e na  mídia em geral.

Conversei com os dois lados. A direita deu para sentir o tamanho do ressentimento que vai movê-la para recuperar o poder, antevendo uma dura disputa em 2014.

Não se poderia esperar outro sentimento. Essa gente não entende nem aceita as regras do regime democrático. São patrimonialistas, viciados em viver e crescer à custa do erário.Golpistas por natureza, copiam em tudo seu grande mestre, que o internauta sabe quem é.

Por tudo isso, a direita não está morta, tendo a seu favor lideranças políticas alimentadas pela grana do governo passado e um empresariado que não tolera as regras que o Estado e alie lhe impõe, como recolher os impostos devidos, por exemplo.

Muito menos tolera governantes que se empenham para fazer cumprir as normas legais, notadamente a fiscal e se esforçam para evitar a evasão de receita do Estado que precisa de recursos para resolver os problemas da população pobre.

É obvio que esse grupo conservador não vai querer perder seu espaço político. Aposta na ALAP, por exemplo, que atende mais os interesses dos ricos que os interesses da população carente.

Como sobrevive da ignorância política do eleitor e da compra de votos, precisam de governos parceiros que aceitem sua regra de sobrevivência política e permitam que avancem generosamente sobre o orçamento público.

Meu interlocutor garante que a direita tem seus favoritos. Entre eles, sem dúvida, Waldez Góes e Lucas Barreto saem na dianteira com o aval de Sarney.

O problema maior de Waldez Goés, segundo um militante do alto clero sarneysista, é sua pendência com a justiça federal. Fora isso, seria o favorito de todas as tendências.

Restaria a Lucas Barretos, hoje dividido entre Sarney e Randolfe, a disputa pelo Senado com possibilidades concretas.

Já os chamuscados Roberto Goés e Moisés Souza que também querem, embora na mira da justiça, poderão ser presos a qualquer momento, inviabilizando seus pleitos.

POUCAS & BOAS

AFINAL, O QUE ENSINAM NOSSAS FACULDADES?- Depois de professores, médicos e policiais mais um setor do funcionalismo bate de frente com a autoridade do governo e com o interesse do Amapá. Agora os Procuradores do Estado, em torno de 33, que se acham DEUSES talvez por terem sido ungidos aos cargos num daqueles concursos do governo passado.

Pegos em atitudes lesivas aos interesses do Estado, se insurgem contra o governo a quem deveriam demonstrar subordinação. Em qualquer Constituição, está claro seu papel. Nunca foram nem terão força de um poder da República. Nem têm autoridade para destituir governador, a menos que estejamos vivendo um regime de exceção. Não é preciso dizer a esses senhores que um assessor cabe pautar suas ações em favor do Estado, da sociedade.Nem sequer a favor do governador, autoridade circunstancial, que pode ou não ser reeleito na próxima eleição…Eta Amapazinho sem juízo!!!

NEO-SANEYSISTAS – Não é que a turma do “Xô Sarney” continua agastada com o acordo do PSOL com o PSB? É uma turminha que não consegue ver nada além de seus interesses pessoais pequeníssimos. Ao Estado, ao cidadão, aos pobres da periferia o mesmo que a Harmonia ofereceu: nada.

CENTRAL DE REGULAÇÃO – O governo não cansa de olhar para frente. Deve lançar logo, logo a Central de Regulação, ali na fronteira do Pacoval com o Jacaré Acanga, na Av. Piauí, na antiga Unidade de Pneumologia, abandonada pelo governo passado. A Central será transformada num órgão fundamental para o funcionamento do Sistema Público de Saúde.

Com uma estrutura invejável, mais de 30 ambulâncias do SAMU, a CENTRAL vai ficar encarregada de receber doentes dos bairros e do interior do Estado e encaminhar às unidades  do sistema de saúde. Depois dizem que o governo não faz nada.

O QUE A POPULAÇÃO NÃO SABE – Que médicos, infelizmente maus médicos, continuam recebendo para cumprir e não cumprem plantões nas unidades de saúde. A população mal informada [intencionalmente mal informada] pela televisão, principalmente, joga o problema na conta do governo fazendo a sua parte. A chiadeira da população é geral sobre a ausência desses profissionais nos seus turnos de trabalho, prejudicando o atendimento da população.

Bem que o Pe.Paulo, patrono dos cancerosos pobres do Amapá, amigo da classe médica,  poderia dar uma mãozinha: lembrar à categoria do compromisso e responsabilidade social que faz parte do exercício da medicina, já que o CRM-AP não consegue punir os colegas “injustiçados” que se recusam a trabalhar, mas não se esquecem de receber seus polpudos salários e reclamar por mais um pouco.

RECONHECIMENTO – O ex-prefeito de Belém EDMILSON, membro graduado do PSOL do Pará, não economizou elogios ao atual governo comandado por Camilo Capiberibe [PSB]. Foi na festa dos cem dias da administração de Clécio Vieira a frente da PMM. Considerou importante a reaproximação dos dois partidos graças ao trabalho incansável do senador Capiberibe,a quem não poupou elogios.Óbvio, houve os que não gostaram nada do que ouviram.

A GENTILEZA DE MILHOMEM – Gosto do deputado Evandro Milhomen, membro exponencial do PC do B local, seu líder maior. Em fala recente foi outro que não poupou elogios ao trabalho de Camilo em favor do Estado. Amapaense da gema,faz o que pode pelo Estado, mas de vez em quando tem uma recaída pelo Sarney, talvez uma gentileza desnecessária, como os elogios indevidos à ‘atuação’ de Sarney no caso do FPE que, sabemos, foi nenhuma, já que o peemedebista prefere atuar na defesa dos interesses do Maranhão, sua terra natal.

FOSSE EU – Dependesse de mim, no lugar de asfaltar o entorno do Amapá Garden Shopping, na JK, empreendimento de um grupo de empresários do estado, acho que Clécio Vieira, nosso alcaide,  ficaria melhor na foto se escolhesse um daqueles bairros da periferia, cuja população todo dia aparece reclamando na TV.

Por hoje é só.
IMPRESSÕES de Rup Silva IMPRESSÕES de Rup Silva Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, abril 15, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD