Header AD

Pastor deputado desafia a sociedade brasileira

Depois de Caetano, Chico Buarque apoia manifestações contra Feliciano

Em e-mail enviado ao deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ), o cantor afirmou que também era a favor da saída do pastor da presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara

Isadora Peron, de O Estado de S. Paulo
SÃO PAULO - Depois de Caetano Veloso protestar contra a permanência do deputado pastor Marco Feliciano (PSC-SP) na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, foi a vez de Chico Buarque engrossar o coro contra o parlamentar.
O cantor Chico Buarque também se manifestou contra Feliciano - Divulgação
O cantor Chico Buarque também se manifestou contra Feliciano
Divulgação

O cantor Chico Buarque também se manifestou contra Feliciano

Segundo o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ), o cantor teria lhe enviado um e-mail na terça-feira, 26, afirmando que apoia as manifestações que pedem a saída de Feliciano do cargo. "O Chico Buarque me mandou um e-mail e pediu para que eu colocasse o nome dele em qualquer lista que defenda os direitos humanos. Ele disse: 'Assino qualquer lista em defesa da Comissão de Direitos Humanos e pela saída deste deputado'", disse Freixo ao Estado nesta quarta-feira, 27.

Juntamente com o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), que tem articulado a frente de resistência contra Feliciano na Câmara, Freixo organizou uma manifestação na segunda-feira que reuniu, além de Caetano, outros artistas como o ator Wagner Moura e a atriz Leandra Leal. Representantes de lideranças religiosas, movimentos sociais e outros parlamentares também participaram do evento no Rio. No mesmo dia, as atrizes Fernanda Montenegro e Camila Amado deram um beijo na boca num ato de protesto contra o pastor durante a entrega de um prêmio.

Uma nova manifestação contra Feliciano já tem data marcada. Segundo Freixo, será dia 7 de abril, na orla de Copacabana. "A permanência de Feliciano na comissão é um projeto político, para anular as lutas dos direitos humanos. A nossa briga não é porque se trata de uma pessoa religiosa. Esse é um movimento contra a intolerância e o fundamentalismo, contra um grupo que não aceita o direito das minorias", disse o deputado.

Feliciano foi eleito no início do mês para o comando da comissão e tem sido alvo de protestos devido a declarações consideradas racistas e homofóbicas. Ele nega as acusações e diz sofrer perseguição religiosa, pois é evangélico. O deputado, no entanto, reitera que, por conta de suas crenças, não é a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo. 
_
Pastor deputado desafia a sociedade brasileira Pastor deputado desafia a sociedade brasileira Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on domingo, março 31, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD