Header AD

Extratos confirmam que dossiê é falso

Extratos da AL-AP desmascaram mentira do crime organizado no Amapá

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) teve acesso aos extratos bancários da Assembleia Legislativa do Amapá, dos meses de outubro e novembro de 1999. Os extratos comprovam que nesses dois meses, não foi feito nenhum pagamento pela Assembleia para Randolfe, no valor de R$ 20 mil, conforme denúncia de um falso dossiê distribuído em Brasília.

O dossiê acusa o Senador de recebimento de um “mensalinho” para votar favorável ao governo do Estado na Assembleia. Em 1999, o governador do Amapá era, o agora senador, João Capiberibe que como Randolfe manifestou indignação, diante das falsas denúncias difundidas por adversários políticos dos dois parlamentares no Amapá.

Esses extratos, e outros documentos que incriminam Fran Júnior – autor do falso dossiê – estão no relatório de uma Comissão Processante, formada em 2000, na AL-AP a pedido de Randolfe, para investigar atos de improbidade administrativa por parte de Fran Júnior, que presidia a Casa.

Entre esses documentos, está um contrato firmado entre Fran Júnior e uma empresa de construções e terraplanagem, para a construção de uma pista de pouso em uma propriedade sua. A obra foi paga com cheques da Assembleia Legislativa, e as cópias dos cheques foram obtidas por meio da quebra de sigilo bancário durante a investigação. Para Randolfe, “se desfez mais uma mentira”. Mesmo assim, o Senador dará prosseguimento às ações adotadas para pôr fim a essas falsas acusações, e responsabilizar os culpados. (Fonte: Blog do Randolfe Rodrigues)
_
Extratos confirmam que dossiê é falso Extratos confirmam que dossiê é falso Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, março 22, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD