Header AD

Artistas versus pastor homofóbico no Rio

ARTISTAS SE REÚNEM NO RIO EM ATO CONTRA FELICIANO

Do portal Brasil/247
Justo: RIO DE JANEIRO, RJ, 25.03.2013:   ATO/MARCOS FELICIANO -   Artistas como Caetano Veloso e Wagner Moura, parlamentares e lideranças religiosas de vários segmentos durante ato para pedir saída do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) da presidência da C
Ao menos 600 pessoas, entre elas, artistas como Caetano Veloso e Wagner Moura, além de parlamentares e lideranças religiosas de vários segmentos, pediram a saída do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) da presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados
26 DE MARÇO DE 2013 ÀS 05:33

247 – Ao menos 600 pessoas participaram de novo ato no Rio pela saída do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) da presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. Entre elas, artistas como Caetano Veloso, Leandra Leal e Wagner Moura, além de parlamentares e lideranças religiosas de vários segmentos. O evento, realizado no auditório da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), foi organizado pelo deputado federal Jean Wyllys e pelo deputado estadual Marcelo Freixo, ambos do PSOL.

Caetano discursou para a plateia: "Não é admissível que essa Comissão de Direitos Humanos e de Minoria esteja sendo dirigida e presidida por um pastor que expressou nitidamente a intolerância, tanto da ordem sexual como racial. É fato conhecido e notório. Esse é um momento que nós deveríamos estar reunidos para tentar defender o que significa ter um Congresso. Porque o maior perigo é levar o povo brasileiro a desprezar esse nível do exercício do Poder Legislativo. Isso pode criar uma má impressão do que é democracia. Estamos reunidos aqui hoje para dizer que no Congresso não se pode fazer coisas absurdas, significa também dizer que nós não queremos viver sem o Congresso".


Já o ator Wagner Moura criticou a postura de membros do PSC: "Acho muito desonesto os parlamentares do PSC dizerem que a oposição ao nome do Feliciano à presidência é uma intolerância contra a figura dele. É, portanto, significativa a presença de vários líderes religiosos aqui, inclusive os pastores presbiterianos".

No local, foram recolhidas assinaturas para um abaixo-assinado contra Feliciano, que será entregue nesta terça-feira ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).
_
Artistas versus pastor homofóbico no Rio Artistas versus pastor homofóbico no Rio Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, março 26, 2013 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD