Header AD

Sócio da empresa LMS - Vigilância é morto com seis tiros no Laguinho

Funcionário e sócio da Empresa LMS - Vigilância, Edval Fernandez, é morto com seis tiros na porta de casa

Na madrugada do último sábado (23) o sócio da empresa Amapá Vigilância, LMS, Edval Fernandez Queiroz, de 40 anos, conhecido pelos amigos como “Fernandinho”, foi morto com seis tiros na entrada do condomínio onde morava no bairro do Laguinho.

Minutos antes dos disparos do assassino, por volta das 4h e 42 minutos Fernandinho telefonou para a polícia e dizia que estava sendo seguido por alguém que apontava arma e queria matá-lo.

Edval trabalhava com as questões jurídicas da empresa LMS, principalmente no que concerne às questões trabalhistas da empresa. Segundo o blog do Bolero Neto, a polícia já tem um suspeito do homicídio, pois no ano passado a vítima registrou um Boletim de Ocorrência (B.O) no CIOSP do Pacoval sobre ameaça de morte que vinha sofrendo por um elemento, cujo o nome a polícia não quis revelar para não prejudicar a investigação.

A polícia civil está empenhada na solução de mais este crime que intriga a todos.
Edval Fernadez Queiroz em foto de Heraldo Almeida
(Com informações do blog do jornalista Bolero Neto)

Sócio da empresa LMS - Vigilância é morto com seis tiros no Laguinho Sócio da empresa LMS - Vigilância é morto com seis tiros no Laguinho Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, fevereiro 25, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD